Instituto José Maciel

Depoimentos

Estatísticas do Site

Membros : 485
Conteúdo : 626
Links da Web : 6
Visualizações de Conteúdo : 837223

Pessoas Online

Nós temos 39 visitantes online
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1005347364.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1010143014.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1019246421.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1044887773.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1047022562.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1063880830.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1069772388.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1071258331.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1074213440.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1074621606.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1101937841.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1117437368.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1137852562.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1142854803.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1146904900.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1154295957.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1187288894.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1191322925.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1201070182.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1203921549.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1207974019.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1219042390.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1223395987.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1232290181.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1235090538.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1253790309.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1263862733.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1268389620.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1275132331.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1292959046.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1312673859.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1313810992.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1321658577.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1323696043.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1327378118.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1355279854.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1357667744.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1377386705.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1397264538.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1422508599.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1423762796.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1426865586.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1435658100.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1456787509.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1471287039.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1472159257.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1478679913.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1501542810.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1513351886.jpg
djalma_maranho_-_parte_ii_20140401_1538618607.jpg
spinner

Museu da Cultura Popular Djalma Maranhao

E-mail Imprimir PDF

A cultura da visitação de museus ainda é pouco difundida em Natal, mais afeita aos atrativos promovidos em shopping centers. O Museu de Cultura Popular Djalma Maranhão é o mais novo da cidade, inaugurado em agosto de 2008. Supre uma lacuna de espaço voltado à exposição e aos trabalhos produzidos pela cultura popular e tradicional do Rio Grande do Norte. É um pouco o retrato do povo e da cultura potiguar. Ainda assim, a visitação ao espaçoso museu situado na antiga rodoviária da Ribeira ainda é pouca. Está limitada praticamente a alunos da rede pública de ensino e universitários - visitas forçadas pelos deveres escolares. Segundo o monitor do museu, Allan Emannoel, o morador da cidade e os turistas visitam esporadicamente. Em um ano de visitação, o museu recebeu 12,5 mil pessoas - cerca de 1,3 mil pessoas ao mês.O visitante encontrará uma galeria de aproximadamente 350 metros quadrados e uma gama variada de telas, artesanatos e peças de artistas das mais diversas regiões do estado, desde mamulengos a esculturas em granito, exposta de forma permanente no espaço. Há também um ambiente reservado para exposições temporárias, para ceder oportunidade a outros artistas divulgarem seus trabalhos. E ainda um auditório com capacidade para abrigar 46 pessoas, voltado a eventos e apresentações esporádicos.

O layout é moderno. E o Museu Djalma Maranhão, além de preservar e difundir a cultura e a arte do Estado, inova ao unir as formas virtual e tradicional de exposição: 200 horas de conteúdo virtual dividem espaço com o acervo materializado, com mais de mil peças. As divisórias e galerias foram dispostas conforme idéia e pesquisa do museólogo Hélio Oliveira.

 

Textos explicativos orientam o visitante em cada galeria. No espaço destinado aos autos e danças da tradição popular folclórica, sobretudo o turista passa a saber que o Rio Grande do Norte é o único estado brasileiro a preservar os quatro grandes autos populares: o boi de reis, o fandango, a chegança e o congo. Preserva ainda o pastoril, lapinha e caboclinho, além de danças genuínas como o zambê de Tibau do Sul e a Sociedade Araruna. Outras formas do fazer cultural popular, como a literatura de cordel, os bonecos de mamulengos, esculturas e tradições religiosas como a prática da Jurema e da Umbanda também podem ser conferidos em espaços próprios, ainda com ajuda de textos contidos em totens espalhados pelas galerias. "Infelizmente temos fechado o museu mais cedo porque muitos equipamentos, como os dois telões que estão a espera da manutenção, têm vida útil. Como não há ninguém para utilizá-los, achamos melhor desligar", disse o monitor Allan. (SV)

Serviços:

  • Museu de Cultura Popular Djalma Maranhão
  • Onde: Praça Augusto Severo (Ribeira)
  • Horário: Terça à Sexta-feira (das 9h às 17h)
  • Sábados, domingos e feriados (10h às 17h)
 
 Natal/RN - Brasil,