Instituto José Maciel

Conteudo

Depoimentos

Estatísticas do Site

Membros : 32782
Conteúdo : 679
Links da Web : 6
Visualizações de Conteúdo : 1188876

Pessoas Online

Nós temos 19 visitantes online

Jô Soares entrevista Ademilde Fonseca, a macaibense Rainha do Chorinho

E-mail Imprimir PDF
A cantora Ademilde Fonseca inventou um estilo ao colocar voz no chorinho. Até hoje reconhecida como a “Rainha do Choro”, ela recentemente completou 90 anos de idade e 70 de carreira. Ao lado de sua filha Eymar e acompanhada do sexteto, interpretou no Programa do Jô (TV Globo) da última noite clássicos como “brasileirinho” e outros.

Segundo o importante Dicionário Cravo Albin da Música Brasileira, Ademilde Fonseca nasceu no município de Macaíba, no estado do Rio Grande do Norte. Aos quatro anos de idade, foi viver com a família em Natal (RN) onde morou até o início da década de 1940. Desde criança gostava de cantar. Ainda na adolescência, começou a se interessar pelas serestas e travou conhecimento com músicos locais. Pouco mais tarde se casou com um desses seresteiros, Naldimar Gedeão Delfino. Com ele se mudou para o Rio de Janeiro em 1941. Seu nome oficial sofreu duas alterações ao longo da vida. Foi registrada como Ademilde Ferreira da Fonseca. Ao casar com o violonista Naldimar Gideão Delfino mudou o nome para Ademilde Fonseca Delfino. Ao separar-se de Naldimar, adotou o nome artístico de Ademilde Fonseca como seu nome documental. Recebeu do instrumentista Benedito Lacerda o título de “Rainha do chorinho”.

FONTE: http://www.grandeponto.com.br 
 
 Natal/RN - Brasil,