Instituto José Maciel

Depoimentos

Estatísticas do Site

Membros : 488
Conteúdo : 627
Links da Web : 6
Visualizações de Conteúdo : 843849

Pessoas Online

Nós temos 11 visitantes online

Pequena trajetoria do Zeppelin

E-mail Imprimir PDF

Pequena trajetória do Zeppelin

 

O conde Ferdinand Von Zeppelin que criou o dirigível
foi um dos pioneiros da aviação comercial.

 

Os dirigíveis da companhia Zeppelin foram criados no final do século XIX, na Alemanha, pelo Conde Ferdinand Von Zeppelin. O vôo inaugural da primeira aeronave do tipo foi feito no dia 2 de julho de 1990, sob o Lago Constança. Sua estrutura em forma de cilindro era feira de alumínio, revestida de um tecido de seda envernizada, com capacidade para transportar em média nove toneladas de carga, 20 passageiros e 26 tripulantes.
O Graf Zeppelin que pousou no Recife media 235m de comprimento, 33,5m de altura e 30,5m de diâmetro. Sua velocidade podia atingir no máximo 130km/h, voando a cerca de 150m a 200m do solo. No primeiro vôo que fez para o Recife, o dirigível chegou a marca, considerada espantosa na época de 110km/h e a viagem foi considerada um grande sucesso: conseguiu fazer a travessia do Atlântico no tempo recorde de três dias. A partir dali, o Graf Zeppelin faria incontestáveis viagens entre o Brasil e a Europa, passando quinzenalmente pela Torre do Jiquiá, no Recife.

Parece uma baleia se movendo no ar!
Parece um navio voando nos ares!
Credo, isso é invenção do cão!
Ô coisa bonita danada!
Viva seu Zé Pelin!
Vivaôôô.

Escrito por Ascenso Ferreira
Publicado na Revista Movimento

 
 Natal/RN - Brasil,