Instituto José Maciel

Depoimentos

Estatísticas do Site

Membros : 483
Conteúdo : 626
Links da Web : 6
Visualizações de Conteúdo : 828545

Pessoas Online

Nós temos 17 visitantes online

Um Mossoroense de Conceito Nacional Esquecido

E-mail Imprimir PDF

O médico de nomeada e tradição, Marcelo Carvalho e o escritor e acadêmico João Wilson Mendes Melo lembram a este colunista uma palavra em favor da memória de Antonio Filgueira Filho. Trata-se de um norteriograndense de Mossoró, graduado em Medicina no Recife e que logo depois veio se instalar em Natal onde passou a brilhar como, médico, dramaturgo, escritor, poeta, crítico literário, mas sobre tudo um humanista preocupado em servir à sua terra e à sua gente. Também dermatologista de renome, memoralista, erudita afixado nas conferências solicitadas em diferentes partes do país.

Filgueira Filho, foi aluno de Câmara Cascudo e o próprio mestre fala que ele foi um de seus melhores amigos. Destacando, a seguir, o quanto a sua morte estabeleceu lacuna no mundo das letras e da cultura do nosso Estado. Aqui, a notícia de sua morte deixou a cidade com luto permanente, desfalcando uma contribuição das mais fecundas e significativas ao movimento e desenvolvimento das artes e das letras. Foi o primeiro presidente da Academia Letras, Artes e Cultura do Rio Grande do Norte. Seu trabalho e seu valor pessoal e profissional do mais alto nível tem que ser resgatados pelos potiguares.
É lembrado com muito carinho.

 
 Natal/RN - Brasil,