Instituto José Maciel

Depoimentos

Estatísticas do Site

Membros : 469
Conteúdo : 617
Links da Web : 6
Visualizações de Conteúdo : 774685

Pessoas Online

Nós temos 50 visitantes online

Boate Arpege - Natal - 1941

E-mail Imprimir PDF

Boate Arpege | Natal | 1941

 

Medalha Alberto Maranhao

E-mail Imprimir PDF

Treze personalidades do Rio Grande do Norte receberam, ontem, a Medalha Alberto Maranhão. O titulo foi entregue no auditório da Secretaria Estadual de Educação e Cultura. A comenda foi instituída em 1959, na administração Aluizio Alves. O ex-governador, inclusive, foi um dos homenageados e recebeu a homenagem das mãos do governador Garibalde Filho.

Também foram agraciados com a medalha Alberto Maranhão, o artista plástico Abraham Palatinik; a professora Consatância Lima Duarte; o arcebispo metropolitano de Natal, Dom Heitor araújo Sales; o ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Francisco Fausto Paula de Medeiros; o professor Hélio Dantas; o professor Vingt-un Rosado Maia; o jornalista João Ururahy Nunes; o ex-governador Cortez Pereira; o médico Olimpio Jorge Maciel; o advogado Paulo de Tarso Fernandes; o historiador Raimundo Soares; e o professor Tarcísio Natividade Medeiros.

 

Vicente Serejo: a saudade dos tempos áureos no Reis Magos

E-mail Imprimir PDF

Talvez, Senhor Redator, falte a mim o que não vale tanto para os outros - uma saudade inútil de quem vai perdendo a sua cidade pouco a pouco. Quem sabe, coisa de quem não tem olhos modernos.

Devo ter trazido da infância essa mania de guardar, como se tudo coubesse nas gavetas de uma velha cômoda de família. Por isso cabem tão bem nesta moldura antiga os versos tristes do poeta Manuel Bandeira, na Última Canção do Beco, tão assim: ‘Vão demolir esta casa./ Mas meu quarto vai ficar...’

Leigo de tudo, principalmente das leis patrimoniais, culpo a nossa pobreza existencial por esse bom senso que acabou vencendo, e por isso a Justiça autorizou a demolição do Hotel Reis Magos. Sou contra, mas sei que a minha ausência não fará falta ao concerto de vozes saudando seu fim.

Vivi ali, lá longe, nos anos setenta e oitenta, tudo quanto um repórter de província pode viver e lembrar. É a jurisprudência dos afetos, o único ouro que me foi dado ter como herança nesses anos todos de vida.

Leia mais...
 

Dalia Mendonca

E-mail Imprimir PDF

 
 Natal/RN - Brasil,